Últimas notícias

PC prende suspeitos de matar e carbonizar mãe e filho em Sete Lagoas


A Polícia Civil de Minas Gerais em Sete Lagoas prendeu Carla Cristina Soares de Jesus, 27, Junio Flavio Nascimento Silva, 27, Leticia Santos de Almeida, 34, e Bruno Henrique Rodrigues de Oliveira, 19, suspeitos de matarem Leila de Oliveira Costa, 47 anos, e seu filho, Kaique Oliveira Amaral, 15 anos, em uma estrada vicinal, no dia 27 de agosto desse ano. Os corpos das vítimas foram encontrados carbonizado junto do veículo.
Fotos/Divulgação: PCMG
As investigações revelaram que a motivação do crime seria porque Leila havia contratado os suspeitos Carla e Gabriel, e um terceiro suspeito Junio Flávio Nascimento Silva, 18, para roubarem e matarem o irmão dela na cidade de Papagaios. No momento em que os três suspeitos do roubo estavam realizando o crime na casa do irmão, foram abordados pela polícia e fugiram. Diante da frustração do crime Leila não realizou o pagamento combinado com os suspeitos e os ameaçava de entrega-los à polícia, o que os motivou a se vingar da vítima.
De acordo com os levantamentos, Kaique também teria envolvimento no esquema do sequestro, uma vez que ele, Carla e Wagner teriam invadido a residência do irmão de Leila e, quando este chegou ao local, foi abordada e amarrada. Os suspeitos então arrecadaram bens pessoais da vítima e o colocaram no veículo dela, momento em que foram surpreendido pela Polícia Militar e conseguiram fugir.
Durante as investigações, Carla confessou que participou do assalto e sequestro do irmão de Leila, apontando que a mandante seria Leila e que Gabriel apoiou a ação criminosa como motorista. Ainda de acordo com Carla, Leila pretendia assassinar o irmão e sua família como forma de vingança e para que pudesse passar a cuidar de sua mãe, uma vez que Leila passaria a ser a herdeira.                            
Para tanto, Leila teria prometido pagamento em dinheiro a Carla e Gabriel, o que não foi cumprido. Assim, com receio de Leila delatá-la à polícia, Carla planejou, junto com Gabriel, o homicídio de Leila e Kaíque, contando com a participação de Letícia, Bruno e Júnio Flávio Nascimento Silva, que executaram o crime.
Delegado Fernando Vetorazo
Fotos/Divulgação PCMG
A Polícia Civil apurou que Leila estava precisando de dinheiro para pagar os executores e saldar outras dívidas, oportunidade utilizada por Carla, que prometeu conseguir empréstimo de um agiota. Com essa justificativa, Carla e Gabriel conseguiram atrair Leila até uma estrada isolada. No local, Bruno, Letícia e Junio acompanharam as vítimas no banco de trás, enquanto Carla e Gabriel seguiram o veículo no automóvel de Gabriel.
Em dado momento, Bruno teria colocado uma arma no pescoço de Leila e ordenou que parasse o veículo. Em seguida, disparou com arma de fogo contra as vítimas, enquanto Junio deu golpes de facão em Kaique, e Letícia ateou fogo no carro.
O delegado responsável pelo inquérito, Fernando Vetorazo, destacou que nem todos os suspeitos confessaram participação no crime. “Tanto Carla como Junio assumiram todos os fatos à polícia, enquanto que Gabriel alegou apenas estar acompanhando os suspeitos. Já os demais, negaram qualquer participação nos crimes”, informou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de quem os publica e estão sujeitos a moderação caso não sejam pertinentes ao assunto. Para entrar em contato direto com a redação acesse: www.clickcurvelo.com/contato

Click Curvelo Designed by Templateism.com Copyright © 2013 - 2016

Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.