Últimas notícias

Sete Lagoas pode perder oncologia

Com o descredenciamento do hospital, cerca de 800 pacientes terão que se deslocar para receber tratamento no Instituto o Câncer, em Curvelo/MG.

O Hospital Nossa Senhora das Graças, em Sete Lagoas-MG pode perder o credenciamento da sua área de oncologia. Ele é o único hospital da cidade que oferece o tratamento contra o câncer através do Sistema Único de Saúde (SUS). Após o Ministério da Saúde fazer uma auditoria, foi constatado que a instituição não cumpria as exigências do ministério para fornecer o serviço de oncologia.
Com o descredenciamento do hospital sete lagoense, o atendimento de oncologia de 35 municípios que integram a microrregião de saúde de Sete Lagoas passaria para o Instituto do Câncer, em Curvelo/MG. As informações são do jornal O Tempo.
Atualmente, existem cerca de 800 pacientes realizando tratamento contra o câncer no Hospital  Nossa Senhora das Graças. Desse número, 567 são moradores de Sete Lagoas. Com a mudança do atendimento para Curvelo, eles terão que viajar cerca de 109 km para serem atendidos.
Segundo o diretor do hospital, Cleber Amorim, dos 14 problemas apontados pela vistoria, 10 já foram solucionados. "Curvelo desenvolveu uma unidade qualificada e competente para receber o tratamento oncológico. O problema é que a cidade não tem o contingente populacional que justifique que todos os serviços sejam concentrados lá" afirmou o diretor.

Solução para o problema
Em uma reunião realizada em Sete lagoas na última quarta-feira (19), o deputado estadual Douglas Melo (PMDB) propôs uma parceria entre as cidades de Sete Lagoas e Curvelo: “São mais de 800 pacientes que podem perder seus tratamentos se tiverem que se deslocar para tão longe. Vamos propôr que Curvelo seja, sim, credenciada, mas que, para isso, Sete Lagoas não seja descredenciada. A ideia é colocar Sete Lagoas como um pé (complemento) de Curvelo, oferecendo quimioterapia. Os demais serviços da oncologia serão oferecidos em Curvelo” afirmou o deputado.
O Instituto do Câncer ainda aguarda o credenciamento do SUS para começar a operar completamente, no entanto segundo as regras do Sistema Único de Saúde, para habilitar o tratamento de oncologia em uma unidade, a mesma precisa abranger uma região que atenda no mínimo 500 mil habitantes. São poucas as regiões em que foram permitidas duas unidades com credenciamento oncológico atendendo menos que 500 mil habitantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de quem os publica e estão sujeitos a moderação caso não sejam pertinentes ao assunto. Para entrar em contato direto com a redação acesse: www.clickcurvelo.com/contato

Click Curvelo Designed by Templateism.com Copyright © 2013 - 2016

Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.