Últimas notícias

Após um ano, acidente polêmico volta a virar assunto em Curvelo-MG


No dia 24 de janeiro de 2015 um acidente grave chocou a população de Curvelo-MG. Geovana e Marcos estavam em uma motocicleta na Av. dom Pedro II, em direção a Praça Central do Brasil, quando ao passarem pela esquina do Hotel Bandeirantes foram surpreendidos por uma caminhonete S10 em alta velocidade, que não respeitou a placa de parada obrigatória e atropelou os dois.
Marcos teve um dos pés amputados e o motorista da S10 fugiu sem prestar socorro, além disso várias pessoas filmaram o quão grave foram os ferimentos das vítimas. Em um dos vídeos, o pé de Marcos está dependurado por apenas um pedaço de pele e o casal está estendido no chão em meio muito sangue. Tudo isso contribuiu para que o caso tivesse ampla repercussão na cidade.

A polêmica

O acidente ganhou mais notoriedade depois que uma escola de condutores foi envolvida no caso. O veículo envolvido no acidente pertencia a auto escola "São Geraldo", além disso, o filho do dono da referida auto escola estava no automóvel que era conduzido por um amigo do mesmo.
Segundo a família das vítimas, o advogado da auto escola,  Rômulo Diniz Moreira, se apresentou na portaria do Hospital Imaculada Conceição dizendo que o seu cliente estava a disposição para ajudar no que fosse preciso e solicitando que ligassem caso necessário.
Além de Marcos ter que amputar o pé esquerdo, Geovana quebrou o fêmur e precisaram comprar vários medicamentos. Sem condições financeiras para pagar as medicações, a família das vítimas entrou em contato o advogado da auto escola "São Geraldo" que se negou a comprar qualquer medicamento no momento. Rômulo, alegou que a vítima estava sob os cuidados do hospital que, por sua vez, fornecia toda a medicação necessária até o paciente receber alta. Também segundo a família das vítimas, Marcos e Geovana conseguiram dinheiro para ajudar nas despesas através da ajuda de amigos e colegas de trabalho.

Caso de volta a tona

O caso voltou a ser pautado quando, em 17 de dezembro de 2015, aconteceu uma confusão no local de trabalho de uma das vítimas. Segundo familiares da moça, Geovana estava exercendo a sua função como operadora de caixa em um supermercado da cidade, quando Gilmar, dono da referida auto escola. e seu filho Pedro, apareceram para provoca-la. Ainda, segundo os familiares das vítimas, haviam outros 6 caixas disponíveis, mas pai e filho escolheram o que Geovana estava e usaram a oportunidade para dizer diversas coisas para a operadora de caixa, como a de que eles preferiram pagar 60 mil reais para prorrogar o processos do acidente do casal, do que dar qualquer ajuda financeira para eles. Geovana teria abandonado o local chorando.
No mesmo dia, os donos da auto escola "São Geraldo" registraram um boletim de ocorrência contra Geovana e o supermercado onde ela trabalha, alegando que se sentiram constrangidos.
Segundo o advogado Rômulo, os seus clientes nunca provocaram Geovana e sequer a reconheceriam em qualquer lugar. Também, segundo o advogado, a funcionária do supermercado que teria se utilizado do momento para cobrar da família uma indenização pelo acontecido, protagonizando um grande escândalo no local e deixando os seus clientes constrangidos.

Processos jurídicos

Geovana e Marcos, desde o acidente em 2015, movem um processo contra o condutor do veículo envolvido e pedem indenização por danos físicos, morais e materiais.
O advogado da auto escola explica que a empresa não tem nada haver com o acidente que vitimou o casal, já que o mesmo foi causado por um terceiro que, por motivos não especificados, estava de posse do veículo da empresa. Ainda segundo o advogado, a auto escola tentou prestar toda a solidariedade possível, mas que diante dos constantes abusos feitos por parte das vítimas, ele aconselhou os seus clientes a suspender o apoio que estava sendo prestado até então.
Após o escândalo envolvendo Geovana e os donos da auto escola, em dezembro do ano passado, um processo judicial por danos morais foi aberto contra ela e contra a empresa na qual ela permanece empregada até o momento. As audiências desse processo foram marcadas para os próximos dias 8 e 28 de março.

9 comentários:

  1. Um absurdo isso a pessoa provoca causa mais dor ainda numa ferida que ainda não se curou e ainda se faz de vítima fala sério ne trabalho junto com ela e vi o jeito q ela saiu do caixa após as provocasoes dele e ele ainda ta querendo e dinheiro do supermercado e muita falta de humanidade mesmo viu meu Deus do céu

    ResponderExcluir
  2. Absurdo...erros acontecem mas é inadmissível achar que não tem responsabilidade. Se meu carro não foi roubado, se não existe BO, e se meu filho está de posse dele, sou responsável pelo veiculo e todos que estiverem envolvidos com ele. Até porque, por ser uma Cristã e temerosa as leis divinas. Porque Deus é justo. Espero que a justiça dos homens reconheça que enquanto um irresponsável usa os pés para fugir covardemente de um erro, alguém perdeu um pé por sua irresponsabilidade, creio que isso seja um crime.Que falta de Deus deixar um ser humano esticado no asfalto com um pé decepado. E que todos os envolvidos direta e indiretamente lembrem-se que, tudo no mundo gira em causa e efeito. Joguem uma bola na parede e analisem pra onde ela ira voltar.Toda decisão que a pessoa toma, não é uma decisão sobre o que você faz. É uma decisão sobre Quem Você É. Quando você vê isso, quando você entender isso, tudo muda. Você começa a ver a vida de um modo novo. E de repente toda essa situação se transforma em oportunidades para fazer esse tipo de gente humanizar.E se depois, aos olhos de Deus você é responsavel pelo bem que deixou de fazer. Ser cristão não é ficar de joelhos rezando nas igrejas, ser cristão é amar o proximo. Esse tipo de gente só evolui o dia que for capaz de aprender pelo menos tres coisas na vida, ai viverá muito melhor: ser capaz de ouvir os apelos do próprio ser; ser capaz de se colocar no lugar do outro e ser capaz de aprender com os erros (e não ser necessariamente os próprios!).

    ResponderExcluir
  3. É nitida a culpa d motorista d carro plo fato d ter fugido d flagra. Ñ interessa d quem é o veiculo mad sim as pssoas q se encontravam em seu interior e ñ prestaram socorro as vitimas.
    Sr. advogado d causadores d acidente lembre-se: estamos flando d vidas e isso ñ se resolve indo ao hospital dpois.
    Espero q seja feita justiça .
    Poxa o cara ainda ñ foi julgado apos um ano?
    #indignada

    ResponderExcluir
  4. Resumindo toda a situaçao,mais uma vez entre tantas outras,quem tem o maior poder de fogo no caso o dinheiro nao paga por seus danos e seus atos errados aqui nesse pais de corrupitos,covardes e sem amor ao seu proximo,afinal de contas o motociclista que estava ali parado nao queria e nem esperava ser atropelado por esse motorista,e agora sem um pe e sem ter como se manter ainda tem que ter forças pra enfrentar o msm q te causou toda essa situaçao nos tribunais,mais no pais dos poderosos so Deus pra cobrar os devedores !!!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Às afirmações do advogado auto escola:
    - as vítimas, em um única vez, pediram ao referido procurador ajuda financeira para o custeio de medicamentos, manutenção de curativos e outros, APÓS A ALTA HOSPITALAR, que, diante da recusa, não foi mais solicitado;
    - o gasto inicial, no valor aproximado de R$ 800,00 (oitocentos reais), poderia ser verificado pelos cupons e notas fiscais;
    - a auto escola JAMAIS PRESTOU qualquer assistência, material ou não, às vítimas;
    - o inquérito policial, ainda em curso, não aponta o condutor do veículo. Aguardam as vítimas o momento oportuno para apresentar as provas e afastar a autoria ASSUMIDA POR PESSOA QUE NÃO ESTEVE ENVOLVIDA NO ACIDENTE;
    - a vítima Marcos, permanece em tratamento, implantada prótese temporária, ainda em adaptação, estando com a mão esquerda quebrada, também aguarda agendamento de cirurgia através do Sistema Único de Saúde;
    - a vítima Geovana, voltou às atividades laborativas em meados de 2015, tendo sido readaptada e conduzida para a função de operadora de caixa, dada a sua limitação de mobilidade, JAMAIS TENDO PROTAGONIZADO QUALQUER ESCÂNDALO COM CLIENTE DO SEU EMPREGADOR.

    ResponderExcluir
  7. Paisinho sem lei mesmo vergonha de ser brasileiro sem cultura nenhuma auto escola vagabunda e miserável

    ResponderExcluir
  8. Nossa, nem sei oq ue dizer....
    Não sei ate que ponto umser humano pode ser tao covarde, gente do ceu, nao estou acreditando no que estou vendo, sera que essa pessoa num tem amor ao proximo. Sera que ele nao poderia se colocar no lugar da vitimas e imaginar se como fosse eles. Eu não acredito muito que eles seriam capazes de fazer isso depois do que li ali não, so sei que da justiça de Deus meu caro, voce nao escapa. Nao creio da tamanha crueldade da pessoa, o rapaz se feriu, a moça se feril, e vcs ai ainda querendo sair de vitima, jovem, vitima sao eles que agora, Graças a Deus estao bem, estao tentando levar a vida na melhor forma possivel. So vou dizer uma coisa, Ponha a mao na consciencia e veja a gravidade que foi isso e o que voce fez por eles, pode ser o seu filho, sua esposa, sua filha, sua mae, e ou ate mesmo voce, Nao fassa com os outros o que voce nao quer que faca com voce!

    ResponderExcluir

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de quem os publica e estão sujeitos a moderação caso não sejam pertinentes ao assunto. Para entrar em contato direto com a redação acesse: www.clickcurvelo.com/contato

Click Curvelo Designed by Templateism.com Copyright © 2013 - 2016

Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.