Últimas notícias

Delegada regional apresenta projeto de sala para acolhimento à vítimas de estupro

Dr. André Pelli, Dra. Margaret Rocha e Dra Mércia Leite na inauguração da DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) 
A delegada regional da Polícia Civil de Curvelo, Dra. Margaret Rocha, expôs nesta segunda-feira (06), através de um convite da vereadora Karla Leite Araújo, dois projetos que tem como objetivo o atendimento psicossocial de mulheres vítimas de violência doméstica e a criação de um espaço para um atendimento humanizado para as vítimas de violência sexual.
Em 2015, quando assumiu a delegacia regional de Curvelo, Dra. Margaret criou a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) em uma sede própria. Segundo a delegada, um local mais acolhedor para que as mulheres denunciem seus agressores, poderia encorajar as denúncias e facilitar os trabalhos da polícia. 
No entanto, a DEAM ainda não conta com um atendimento psicossocial. Dra. Margaret acredita que sem o atendimento psicológico, as mulheres podem acabar se envolvendo em casos de reincidência, continuar a ser agredidas e não ter coragem para denunciar o agressor. O Projeto Acolher, visa justamente a criação de um espaço onde possa ser feito um atendimento psicossocial com essas mulheres, vítimas de violência doméstica e ajudá-las a se recuperar psicologicamente das agressões sofridas.
O segundo projeto é o Humanizar, que vai atuar com as vítimas de violência sexual da região. Segundo a Delegada, as vítimas de estupro da região passam apenas por um atendimento médico e não tem nenhum tipo de acompanhamento psicológico. Além disso, muitas vezes são tratadas como pacientes normais, passando por salas comuns nos hospitais, sem qualquer tipo de privacidade.
Em parceria com o Hospital Imaculada Conceição, o projeto visa criar um espaço para o atendimento mais humanizado das vítimas de violência sexual, com apoio psicológico e com a preservação da privacidade dos pacientes. Além disso, o espaço permitiria o acesso de múltiplos profissionais, tais como pediatras, psicólogos e assistentes sociais, que somariam esforços para propiciar um atendimento mais humanizado.
Os dois projetos já estão implantados na capital, Belo Horizonte, e em outras cidades mineiras de médio porte.
Dra. Margaret Rocha já atua a 22 anos como delegada, nos quais 15 foram dedicados ao combate da violência contra a mulher. Ela já atua como delegada regional de Curvelo desde 2015, quando assumiu o lugar do até então delegado regional, Dr. André Pelli. Margaret também é a primeira delegada mulher a assumir a Regional de Curvelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de quem os publica e estão sujeitos a moderação caso não sejam pertinentes ao assunto. Para entrar em contato direto com a redação acesse: www.clickcurvelo.com/contato

Click Curvelo Designed by Templateism.com Copyright © 2013 - 2016

Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.