Últimas notícias

Choveu, caiu!



Avenida Joaquim Felício - Curvelo- MG 2013 (Foto: Arquivo pessoal)
Uma situação muito comum, que virou até motivo de chacota e críticas por parte da população, são as quedas de árvores por conta das chuvas e vendavais. Começa então a caça aos culpados. Muita calma nessa hora pessoal!

Tudo o que será exposto aqui se baseia em fotos e informações adquiridas,  pois não estamos aqui para condenar um ou outro (todos têm uma parcela de culpa nesta história), mas sim levar a informação mais correta possível. O município de Curvelo é um dos mais arborizados de Minas Gerais, para que isto fosse realidade foram necessários planejamentos, orçamentos, mão de obra e muitas mudas (óbvio). O grande problema está na obtenção das mudas, na sua qualidade e custo. 

Infelizmente muitos comerciantes e empresas licitadas trabalham com mudas com raízes adulteradas (raiz pivotante suprimida, vide foto).
Representação da raiz suprimida (Foto : Ramon Lamar)
Mas por que eles fazem isto? Isso porque esta raiz (que pode ter uma profundidade de aproximadamente ¼ do tronco) consome muitos nutrientes e água para o seu suprimento, também requer uma embalagem maior para a muda devido a sua profundidade. Com esse corte os produtores têm menos gastos para a criação, barateando o seu preço, podendo assim ganhar  mais facilmente licitações e distribuir as mudas para os cidadãos e/ou responsáveis.  Mas o quê acontece se plantamos estas mudas adulteradas na cidade? Crescem mais raízes superficiais para suprir a falta dessa raiz cortada. E adivinha o resultado? Raízes expostas, passeios quebrados, rachados e trincados, para o delírio dos moradores. E o quê eles fazem? Acabam de quebrar o que restou do piso e cortam aquelas raízes que estão atrapalhando sua bela calçada. 


Plantações mal projetadas (Foto: Ramon Lamar)
E por aí vai o efeito dominó: a raiz cresce novamente e mais forte, quebra mais ainda o passeio, o cidadão corta mais ainda a raiz e refaz o passeio novamente, raiz cresce, cidadão corta, raiz, cidadão...aí vem a chuva, e o resultado? Caiu! A árvore perde a sua sustentação (fica parecendo um pião, se comparar grosseiramente da copa até a raiz da mesma). Resultado: estragos, danos, corte de energia, vidas arriscadas e frustração ao querer procurar os responsáveis por tais acidente. E quais seriam as soluções para estes problemas? Cortar tudo? Investigação da atual situação das árvores? Substituição?

(Foto: Arquivo pessoal)
São muitas as soluções, algumas complexas, outras nem tanto. Mas se for pra plantar uma árvore na porta da sua casa, pesquise, procure alguém que saiba sobre a planta que você deseja colocar; se está em perfeitas condições de plantio, se tem a tal da raiz, se vai ser de pequeno, médio ou grande porte, se vai dar fruto, flor, se cresce rápido, se tem cheiro, pequenas folhas ( que entope muito as calhas do telhado, tome nota), e o tamanho do espaço que a muda precisa para crescer com segurança sem quebrar nada. Que fique bem claro que existem outras razões que danificam as árvores, como poda mal feita, doenças, choques físicos dentre outros. A prefeitura também tem o seu dever de planejar bem a plantação de novas árvores e dar manutenção das já existentes.

Parece ser difícil, mas é um investimento de longo prazo e que não lhe trará dor de cabeça futuramente. Afinal de contas, para termos uma boa sombra temos que criá-la. Suas crianças e netos agradecem!

Escrito por Matheus Terra Hipólito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de quem os publica e estão sujeitos a moderação caso não sejam pertinentes ao assunto. Para entrar em contato direto com a redação acesse: www.clickcurvelo.com/contato

Click Curvelo Designed by Templateism.com Copyright © 2013 - 2016

Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.