Últimas notícias

Coletiva expôs divergências na interpretação dos dados da pandemia em Curvelo

José Geraldo Lima dos Santos, membro da diretoria da Casa dos Idosos de Curvelo ao lado da Secretária de Saúde da cidade, Rejane Valgas.

Nesta quinta-feira (14) foi realizada uma entrevista coletiva com a Secretária de Saúde de Curvelo Rejane Valgas, o sub-secretário João Comunitário, a coordenadora vigilância em saúde, Denise Vilela Cardoso e membros da diretoria da Casa dos Idosos de Curvelo. A coletiva foi convocada para falar sobre os 22 casos de idosos institucionalizados com Covid-19, divulgados ontem pela Prefeitura Municipal. A entrevista expôs uma divergência entre os dados oficiais e o posicionamento da diretoria do Asilo da cidade.

Antes da entrevista um dos membros da diretoria da Casa dos Idosos, José Geraldo Lima dos Santos, havia publicado em uma rede social que não seriam 22 casos confirmados e sim 3: "Meus amigos. Faço parte da diretoria do Asilo e NÃO houve contaminação de 22 idosos, como noticiado ontem, dia 13/05/2020. Os exames que sofrerão a contraprova somente foram positivos para 3 idosos que estão devidamente isolados sob tratamento. Favor divulgar para evitarmos divulgação de notícias falsas. Deus Proteja nossos idosos e seus familiares."

Durante a coletiva, José Geraldo disse que o intuito da publicação foi tranquilizar as pessoas. Para ele, o número de confirmados não reflete o número de contaminados. "Temos 3, 19 não estão contaminados no real, embora a lei diz que tem que ser divulgados como contaminados. Eu não quis desmenti-la e nem entrar em atrito com ela [Secretária de Saúde], pelo contrário, eu quis tranquilizar as pessoas [...]"

Voltando-se para Rejane Valgas, José Geraldo seguiu pedindo desculpas por eventuais desconfortos. "Peço desculpas se causei algum desconforto para você Rejane, você fez o trabalho que deveria ter feito, eu entendo que eu fiz o trabalho que deveria ter feito para tranquilizar as pessoas e aqui está sendo esclarecido realmente isso, que só 3 estavam contaminados." - Finalizou.

Em seguida, antes de responder a um questionamento sobre quais dados e variáveis as pessoa comuns deveriam dar atenção para se prevenir, a Secretária voltou a confirmar o posicionamento da Secretaria de Saúde sobre os 22 casos: "Antes de divulgar essa informação nós tivemos o cuidado de entrar em contato com a Secretaria de Estado de Saúde[...] Procuramos saber se isso que estávamos divulgando para a população era correto e nós temos a validação de tudo pelo Estado. Então não houve em momento algum divulgação de maneira equivocada, a forma que nós, da Secretaria de Saúde, buscando informações pelo órgão técnico, temos de divulgar é essa. Continuo mantendo o posicionamento de 22 casos confirmados, sendo que 3 testaram positivo e os 19 sendo enquadrados como confirmados. E olhe que eu não estou falando contaminado, estou falando confirmado, como critério clínico e epidemiológico [...]".

Após sua colocação, Rejane Valgas respondeu ao questionamento dizendo que o boletim emitido pela secretaria é apenas a "ponta do iceberg" salientando a falta de capacidade do Estado de realizar testagens em todos os pacientes: "[...] Quanto a pergunta sobre o que a população deve [fazer]. Eu tenho falado isso desde o início e volto a aproveitar a oportunidade que vocês estão dando. Aquele boletim é uma pequena amostragem em cima do pouco que a gente consegue testar. Então aquilo ali é simplesmente a ponta de um iceberg de uma situação maior que nenhum de nós aqui está enxergando. Porque para ter um dado maior nós teríamos que estar testando todo mundo e vocês sabem muito bem que essa não é a realidade no estado de Minas Gerais." 

A Gerência de Comunicação da Prefeitura Municipal de Curvelo chegou a confirmar ontem para a imprensa que os 22 idosos realizaram testes rápidos para Covid-19, no entanto, durante a coletiva de hoje a Secretária de Saúde esclareceu que apenas 3 deles foram testados como positivo. Ela também informou que, assim que apresentaram os sintomas, os 22 idosos foram isolados. Questionados sobre como teria sido esse isolamento e quanto tempo esses idosos teriam ficado afastados dos demais, um dos diretores da Casa dos Idosos informou que os 22 pacientes suspeitos foram isolados juntos, em uma área do prédio no próprio asilo. Rejane Valgas esclareceu que os protocolos seguidos pela entidade foram corretos e que não há isolamento individual nesses casos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de quem os publica e estão sujeitos a moderação caso não sejam pertinentes ao assunto, dotados de vocábulo inapropriado ou feitos por usuários anônimos. Para entrar em contato direto com a redação acesse: www.clickcurvelo.com/contato

Click Curvelo Designed by Templateism.com Copyright © 2013 - 2020

Imagens de tema por Jason Morrosw. Tecnologia do Blogger.