Últimas notícias

Coronavírus: Confira como foi a reunião entre MP, CDL e Prefeitura de Curvelo

A promotora Renata Valladão, o diretor da CDL Curvelo, Renato Boaventura e o prefeito da cidade, Maurílio Guimarães

Na última sexta-feira (19) aconteceu uma reunião entre o Ministério Público, representado pela promotora Renata Valadão, o presidente da Câmara dos Dirigentes Logistas de Curvelo (CDL), Renato Boaventura e o prefeito de Curvelo/MG, Maurílio Guimarães. A reunião por videoconferência foi fruto de reivindicações de comerciantes no fórum da cidade. Eles pediam esclarecimentos sobre o regresso do município no plano de flexibilização do Estado, o 'Minas Consciente'.

Em uma entrevista coletiva realizada no último sábado (20) o presidente da CDL, Renato Boaventura, disse que expôs durante a reunião as preocupações dos comerciantes, assim como questionou o motivo para a cidade de Curvelo não sair do programa 'Minas Consciente'. Diante das respostas negativas, Boaventura disse ter perdido as expectativas de reabertura do comércio a curto prazo. "Eu sinceramente não vejo nenhum caminho para ser tomado. Por mais que a gente tente ser otimista, a gente tem que ser realista. Eu, na posição que estou, tenho que passar a verdade para eles e infelizmente, eu, depois da reunião de ontem, joguei a toalha. Não vejo nenhuma perspectiva para essa abertura num curto prazo. Posso estar errado? Posso. Pode ser que surpreendentemente reabra em um curto prazo? Pode sim, espero que isso aconteça. Mas não foi o que eu percebi e senti ontem [na reunião]" - relatou o presidente da CDL Curvelo.

Tanto o Ministério Público quanto a Prefeitura Municipal de Curvelo se manifestaram através de nota sobre a reunião do dia 19. 

O MPMG esclareceu que a decisão de avançar e retroceder nas 'ondas' do Plano Minas Consciente, são baseadas em indicadores como a condição dos leitos de UTI e a situação de novos casos da doença e óbitos da Macrorregião de Saúde do Centro do Estado. A Promotora de Justiça de Defesa da Saúde de Curvelo, Renata Valladão, também esclareceu que em contato com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), foi informado que não é tecnicamente viável o monitoramento de indicadores apenas da Microrregião de Curvelo, que engloba Curvelo e outros 10 municípios dos arredores. Segundo a promotora, a SES teria informado que o monitoramento apenas da microrregião geraria dados imprecisos e comprometeria a definição de estratégias. A nota do MPMG pode ser conferida na íntegra aqui.

A prefeitura de Curvelo informou que caso a cidade saia do Programa Minas Consciente, o município seria submetido a Deliberação Estadual nº17 que, com relação à abertura do comércio, não seria menos rígida. A nota da Prefeitura Municipal de Curvelo pode ser conferida na íntegra aqui.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de quem os publica e estão sujeitos a moderação caso não sejam pertinentes ao assunto, dotados de vocábulo inapropriado ou feitos por usuários anônimos. Para entrar em contato direto com a redação acesse: www.clickcurvelo.com/contato

Click Curvelo Designed by Templateism.com Copyright © 2013 - 2020

Imagens de tema por Jason Morrosw. Tecnologia do Blogger.