Últimas notícias

Página policial expõe mulher acusada de furtar sobras de restaurante



No início da tarde desta quinta-feira (10) uma publicação de uma página policial da cidade de Curvelo-MG, noticiou um furto em uma churrascaria da cidade. Segundo as informações, na última noite uma colaboradora da churrascaria teria furtado: 01 (um) marmitex,01 (uma) sacola com arroz cozido, 01 (uma) sacola com feijão cozido, 02 (duas) beterrabas cozidas. A publicação traz ainda o nome completo e idade da mulher de 53 anos que estaria sendo acusada do delito, o que gerou revolta em diversos internautas.

A publicação do noticioso policial expôs ainda o local onde a ocorrência teria acontecido, além de dizer o nome da rua e bairro, a imagem que ilustra a publicação trazia uma foto da fachada do lugar. O restaurante, Churrascaria do Derson, se pronunciou através de uma nota em suas redes sociais confirmando a ocorrência e se opondo a exposição do nome da colaboradora: "Venho através desta nota, esclarecer uma postagem feita pela conta Rota 190.
Infelizmente ocorreu sim o furto dentro do estabelecimento feito por um colaborador, não foi a primeira vez que aconteceu, já havia sido conversado com todos, inclusive, sempre foi oferecido ajuda aos colaboradores, todos sempre tiveram liberdade de pedir ajuda em caso de necessidade ou qualquer outro motivo que seja. Principalmente durante este momento de pandemia, sempre foi oferecido ajuda caso precisassem de algo. 
As investigações sobre os furtos não são de um dia, e sim de meses, além de mais mercadorias fora as que foram descritas na ‘reportagem’. 
Lembrando que a reportagem momento algum foi solicitada pela empresa Espetinho do Derson. Não concordamos com a exposição do nome do colaborador." - Finaliza o comunicado

"Sabe o q é engraçado????
Expuseram essa senhora de uma tal forma q só faltou por na reportagem o cpf dela. 
Mas já repararam q essa página as vezes n divulgam nomes de pessoas q cometem crimes muito piores. Daí eles vão lá e colocam só as iniciais do nome. Muita das vezes a pessoa e até de maior. Ridícula essa página" - comentou outro internauta ao compartilhar a publicação.

As críticas à publicação da página aconteceram principalmente pela exposição do nome da mulher, o que, segundo informações, em outras situações de delitos mais graves não acontece. Além disso, as pessoas criticaram a atitude do dono do estabelecimento em chamar a polícia pelo ocorrido: "Não sei o que é pior nessa história o patrão ou a página que divulga o nome dessa senhora.
Já li tantas notícias aqui e não divulgam o nome dos vagabundos e um caso tão triste de roubo de um pouco de comida cozida expõem essa coitada dessa maneira aí eu pergunto qual a necessidade?
(Não concordo com o roubo.... Roubar e errado )" - disse uma internauta nos cometários da publicação

Nossa equipe conversou com pessoas ligadas a mulher acusada de cometer o furto, segundo essas pessoas, a senhora de 53 anos recebeu autorização para levar os alimentos do gerente do local, mas o proprietário não sabia e quando percebeu resolveu chamar a polícia. Ainda segundo amigos, a senhora está muito envergonhada com o ocorrido e recebido muitas ligações, motivo pelo qual tem ficado em casa.

Através de um áudio a cozinheira aceitou conversar com a nossa equipe e contou sobre o ocorrido:"É muito triste isso que está acontecendo. Toda comida que sobra, no outro dia não usa, fica velha e não pode usar. Antes, eu ofereci a comida da cantina para o restaurante, o que eles queriam eles levaram, o que não queria ficou. O que ficou, como eu sabia que iria pro lixo. (não é que eu não tenho comida na minha casa, eu tenho, não preciso de ajuda)  Lá são galões e mais galões de lavagem, de comida que vira lavagem e o moço vai lá e busca. Eu não esperava nunca isso do Derson [Proprietário do estabelecimento] . Peguei sim, mas não foi por necessidade, foi porque iria pro lixo. "

A senhora, demitida por justa causa, continuou o depoimento dizendo que deveria ter pensado melhor e que estaria sendo acusada de furto de outros itens, coisa que ela nega. "Ele disse lá que havia furto de mais outros itens, se tem não foi da minha parte, não sou só eu de funcionária que ele tem. Veio me dizer que havia sumido uns 'bifes' lá. Tanto que no dia ele 'puxou' lá nas câmeras e viu, a menina que pegou os bifes, nem foi roubo, pegou para fazer lá, mas a menina que chegou depois deu falta.".

Ela continua: "A menina que pegava serviço mais de madrugada, pegou da outra sacola, e quando eu e a outra menina chegou e fomos fazer, aquela lá não dava. Ai ele [Proprietário] começou a reclamar, dizendo que iria 'puxar' na câmera, que iria descobrir quem é. Quando ele 'puxou', viu que a menina foi lá, pegou e fez além do que ele tinha deixado, porque precisou".

"Quando os policiais chegaram eu não acreditei, o chão saiu dos meus pés. Eles disseram que tinha denúncia, mostrei a eles o que eu havia pegado e disse que eu não sabia que não podia levar. Quando a gente entra eles não explicam, se explicassem que poderia jogar fora mas não poderia levar, eu não tinha levado. Eu nunca precisei disso, nunca roubei, ta me doendo muito, vocês não imaginam como que eu estou. Estou muito mal".

A senhora pediu para não expor mais ainda o nome dela, e disse que não pretende fazer nenhum tipo de 'justiça': "Isso vai passar em nome de Jesus, Deus é maior, Deus vai dar a vitória e que seja feita a justiça de Deus, porque das minhas mãos eu não vou fazer justiça nenhuma. Mas que a justiça vai vir do Senhor, porque sou uma serva dele e ele não vai me deixar nessa aflição."

Após a repercussão negativa a página Rota 190 editou a publicação, trocando o nome da cozinheira por suas iniciais.

Em contato com o setor de Recursos Humanos da churrascaria, nossa reportagem recebeu a confirmação de que realmente a senhora, acusada pelo furto, foi desligada da empresa por justa causa. Quando questionados sobre a questão se tratar ou não de um mal entendido, o setor informou que não tinha essas informações.

A cozinheira, agora desempregada, já está a procura de um novo emprego. "Eu preciso trabalhar, ta sendo difícil pra mim. Por ser honesto com todo mundo, a gente pensa que todo mundo vai ser com a gente." - afirmou emocionada.

Pessoas interessadas em empregar a cozinheira podem entrar em contato com a nossa reportagem através do WhatsApp (38)3721-8420.

Um comentário:

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de quem os publica e estão sujeitos a moderação caso não sejam pertinentes ao assunto, dotados de vocábulo inapropriado ou feitos por usuários anônimos. Para entrar em contato direto com a redação acesse: www.clickcurvelo.com/contato

Click Curvelo Designed by Templateism.com Copyright © 2013 - 2020

Imagens de tema por Jason Morrosw. Tecnologia do Blogger.